Boletim via e-mail

Levamos a sério as normas da antispam.br e garantimos que o seu e-mail será utilizado exclusivamente para as mensagens deste site.

Celebramos nosso padroeiro!

100_3405Na paróquia São Francisco de Assis, da Vila Clementino, a festa do padroeiro começou cedo, com o Tríduo litúrgico preparatório, nas três missas dos dias 1º, 2 e 3 de outubro. No dia 03, barracas já foram montadas na frente da igreja, com o tradicional bolo de São Francisco, contendo as medalhinhas do santo, artigos religiosos, pastel e pães de mel. Nem a chuva que caiu na cidade neste dia diminuiu a alegria e motivação dos voluntários que, com muito carinho, preparavam os bolos no salão paroquial ou ajudavam nas barracas. A véspera do grande dia de Festa se encerrou com a participação dos crismandos da paróquia da encenação do Trânsito (passagem) de São Francisco, no Santuário, no Largo São Francisco, local de tradicional encontro da Família Franciscana para relembrar o dia em que Francisco de Assis acolheu aquela que ele chamava de “Irmã morte corporal”.

O dia 04 de outubro foi de comunhão, partilha e muita alegria para os paroquianos e voluntários que acolheram as centenas de pessoas e devotos que passaram pela Paróquia, muitos com seus animais de estimação, para receberem a bênção dada pelos freis franciscanos durante todo este dia de festa, ganharem pacotinhos de ração abençoada ou para participarem de uma das sete missas celebradas ao longo do dia.

100_3423Para José Eduardo Rodrigues, que participa da Festa de São Francisco há cinco anos, “a festa está cada ano mais alegre e participativa, com animais, comidas, a confraternização entre os irmãos e a bênção do irmão Francisco para que seus seguidores continuem sua missão”.

Lourdes Marcelino, voluntária da festa há três anos, disse que “é gratificante estar nesta nossa linda festa. Desde ontem, apesar do frio, os voluntários vieram, se esforçaram e tudo valeu a apena e, hoje, São Francisco nos abençoou com este belo dia de sol e alegria”.

A missa de 17h foi presidida pelo pároco, Frei Valdecir Schwambach, OFM. Em sua homilia, Frei Valdecir disse que nas missas era possível perceber como, no início, os animais estavam eufóricos e agitados e, aos poucos, eles se acalmavam e se “entendiam”, fato que recorda que “a Festa de São Francisco é a festa da integração, da fraternidade, da comunhão, a festa do entendimento”. Recordou o profundo amor de Francisco por todas as criaturas e lembrou que, quando viveu na Idade Média, compôs o “Cântico das Criaturas, louvando a Deus por todas elas: a Terra, a água, as estrelas, o ar, o fogo, enfim, todas as criaturas como obras das mãos de Deus.

100_3400O pároco lembrou que, na sociedade em que vivemos, muitas vezes tão injusta, violenta e insegura, cada vez entendemos menos as pessoas como nossas irmãs, muitas vezes vemos como nossos rivais. Precisamos aprender a ver que “fazemos a mesma viagem, o mesmo trajeto e, um dia, todos nós desceremos desse veículo chamado vida e seremos colocados diante de Deus”. E continuou: “O que Deus quer é que nos entendamos com as outras pessoas, em espírito de fraternidade, de comunhão e de paz. Esse é o sonho de São Francisco de Assis. Amando os animais, amando as criaturas, não nos esqueçamos de também nos preocuparmos com os seres humanos”.

Frei Valdecir também exortou um compromisso: reconstruir a nossa casa comum, com o cuidado para conosco, com as criaturas, com todo o planeta.

A missa terminou com vivas a São Francisco, cada criatura louvando a Deus da sua forma, com palmas, latidos e miados.

ACESSE AQUI A GALERIA DE FOTOS DA FESTA DE SÃO FRANCISCO



Os comentários estão desativados.