Boletim via e-mail

Levamos a sério as normas da antispam.br e garantimos que o seu e-mail será utilizado exclusivamente para as mensagens deste site.

Notícias › 19/04/2013

Equipe do Dízimo ganha novo reforço

DSCF3629-

Nas celebrações do último final de semana, nossa paróquia conheceu a nova equipe da pastoral do dízimo, reforçada por novos membros. A equipe está composta por:  

01. Caio Kondo (Coordenador)
02. Antonio da Silva Nora
03. Eduardo Nascimento Faria
04. Francisco Gossi
05. Guilherme Camargo de Oliveira
06. José Vicente da Silva
07. Marcia C. Camargo de Oliveira
08. Maria Aparecida Sau Rodrigues
09. Maria Aparecida Zampedri Gossi
10. Maria do Carmo Muniz da Silva
11. Sergio Batista de Oliveira
12. Terezinha Bernardineli
13. Valdevir Ferreira Pessoa
14. Wilma Deleo Pessoa

Esta equipe desempenhará as seguintes funções:

a) MANTER funcionando a Pastoral do Dízimo, em vista a alcançar as metas estabelecidas (plantão, comunicação, administração e outras, se a comunidade assim o desejar).

b PLANEJAR, DEFINIR, EXECUTAR e APERFEIÇOAR continuamente o método de trabalho escolhido, tendo em vista o êxito total das metas estabelecidas.

c) CONSCIENTIZAR a comunidade paroquial, por meio de campanhas, cursos, encontros, boletins, cartazes e demais meios possíveis, quanto à importância e ao sentido do dízimo para a manutenção da Igreja e o desempenho de sua missão.

d) MOTIVAR E ANIMAR a comunidade a se interessar e a se comprometer, espontaneamente, com o dízimo paroquial.

DSCF3646 -e) CELEBRAR O DIA DO DIZIMISTA (primeiro domingo do mês), promovendo a missa da partilha, com momentos especiais de oração, de bênçãos e de ação de graças. Esse dia poderá ser usado como momento de conscientização e valorização da partilha.

f) LEMBRAR as datas importantes da vida do dizimista, tais como nascimento, dia das mães e pais, etc.

g) VALORIZAR o dizimista, pois é ele o protagonista da ação evangelizadora e é a “alma da dinâmica da comunidade”.

h) TREINAR  os agentes periodicamente, através de curso de formação grupal e técnicas de comunicação.

i) CRIAR ambiente de fraternidade entre os agentes e contribuintes, realizando, de quando em quando, encontros com os agentes de pastoral para diálogo e confraternização.