Boletim via e-mail

Levamos a sério as normas da antispam.br e garantimos que o seu e-mail será utilizado exclusivamente para as mensagens deste site.

Notícias › 31/01/2018

Falece Antônia Paschoal

Antônia PaschoalAos 97 anos, faleceu na noite de ontem (30/01), às 23h30, a Sra. Antónia Paschoal, afiliada à Ordem I desde 7 de dezembro de 2008. Na tarde de ontem, Frei Valdecir, Frei Raimundo e a Valéria a haviam visitado no Hospital Saboya, onde estava internada na UTI. Frei Valdecir ministrou-lhe a Unção dos Enfermos.

A Sra. Antônia conheceu pessoalmente o Frei Felisberto Imhorst, que, em 1949, iniciou a construção da atual igreja matriz da Paróquia São Francisco de Assis, da Vila Clementino, em São Paulo. Ela era pessoa estimada e querida de todos os frades que passaram pela Vila Clementino. Serviu abnegada, silenciosa e fielmente à Paróquia e à Fraternidade por quase 80 anos, dedicando-se à sacristia, ao cuidado dos frades e da casa paroquial. Uma senhora benemérita a quem os frades são muito gratos.

Nascida no dia 17 de maio de 1920, em São Paulo, SP, era filha de Domingos Paschoal e de Rosa Galotti. Antónia foi sepultada no Cemitério da Vila Mariana, em São Paulo.

Lembremo-nos da Sra. Antónia nas preces fraternas. Recomendemos esta nossa irmã à bondade do Senhor!

Frei Walter de Carvalho Junior

Viver servindo: pode haver maior alegria?

Passam os anos (alguns dirão, muitos!), mas Antónia é dessas pessoas que só têm uma palavra diante dos olhos: servir. Desde a instalação da Paróquia de São Francisco de Assis, na Vila Clementino, em São Paulo, tempo em que os frades tinham a seu dispor toda a quadra entre a Borges Lagoa e a Pedro de Toledo, até o tempo presente, onde a Paróquia ficou espremida entre grandes arranha-céus, Antónia está presente sempre e fazendo a mesma coisa: servindo aos frades e à comunidade. Convivi mais de perto com Antónia por nove anos, não em sequência, mas espalhados num período de vinte e cinco anos. Antónia faz parte da história, minha e de muitos frades. (Do depoimento de Dom João Bosco Barbosa de Sousa, por ocasião da afiliação)

RIP.