Paróquia São Francisco de Assis

Rua Borges Lagoa, 1209 - Vila Clementino - São Paulo - SP

(11) 5576-7960

paroquiavila@franciscanos.org.br

Palavra do Paroco › 11/02/2021

Ano novo que se inicia

Acredito que o ano de 2021 é um ano de esperança, embora ainda não saibamos ao certo quando a difícil realidade que estamos atravessando será efetivamente debelada. No início da pandemia, não fazíamos ideia do quão extenso seria esse período que continuamos atravessando. Muita coisa que julgávamos ser passageira, parece que veio para ficar; tais como as reuniões/palestras virtuais e tantas outras coisas que de forma quase que obrigada, tivemos de inserir em nossas rotinas.

Um grande desafio que a pandemia nos impôs, é o de não deixarmos que nossas relações humanas se deteriorem. Para o sociólogo Randall Collins, o relacionamento pessoal é a base sobre a qual a vida social se constrói. É com base no relacionamento pessoal que favorece o surgimento da solidariedade social. A proximidade entre as pessoas possibilita que estas se mobilizem para desenvolver alguma atividade comum; as pessoas mutuamente se encorajam, se fortalecem, unindo-se para diversos eventos, como celebrações, confraternizações, orações, etc.

Manter a proximidade humana, com seus códigos, linguagens, afetos à distância é bastante exigente e pode fazer com que tenhamos prejuízos no campo de nossos relacionamentos. A distância não nos permite sentir o que se passa realmente com o outro, e nossa percepção sobre as dores e as alegrias dos outros pode ficar comprometida.

Acreditamos, por isso, que nada substitui a necessidade de alimentarmos nossas relações de forma presencial. O distanciamento necessário nesse período, não deverá normalizar um afastamento perenizado, mas criar dentro de nós, o desejo do encontro, da partilha e da vida que se dá na convivência.

Uma palavra sobre a Campanha da Fraternidade que iniciará em fevereiro quando iniciaremos a quaresma: será ecumênica e terá como tema “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”. E como lema o trecho da carta de Paulo aos Efésios: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido fez uma unidade” (Ef 2, 14ª). Essa será a quinta Campanha da Fraternidade Ecumênica e tem como objetivo geral convidar as comunidades de fé e pessoas de boa vontade para pensar, avaliar e identificar caminhos para superar as polarizações e as violências através do diálogo amoroso testemunhando a unidade na diversidade.

Que tenhamos um ano de paz, diálogo e saúde para todos!

Que o Senhor nos abençoe e nos guarde!

Frei Valdecir Schwambach, ofm
Pároco

X