Paróquia São Francisco de Assis

Rua Borges Lagoa, 1209 - Vila Clementino - São Paulo - SP

(11) 5576-7960

paroquiavila@franciscanos.org.br

Vídeos › 10/04/2020

DIEGO BELLO DOZE – VIA SACRA

VIA-SACRA MEDITADA: Paixão de Cristo – nossa Redenção

 

– Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

– Amém.

– Estamos aqui reunidos para celebrar a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo. Vamos contemplar a caminhada de Jesus rumo ao Calvário, desde a sua condenação à morte de cruz, até o triunfo da ressurreição. Aqui nos reunimos, em oração, para fazer memória do caminho de dor de Jesus e interceder-lhe em favor da dignidade humana e da paz. Aqui nos reunimos para nos compromissar com a justiça, com a fraternidade e com a esperança de um novo tempo. Invoquemos as luzes do Espírito Santo.

Cântico: A nós descei divina luz…

 

– Nesta hora de graça, peçamos a intercessão de Nossa Senhora, a Mãe da Dores, Mãe da esperança e da paz. – Ave Maria, cheia de graça…

 

1ª Estação: Jesus é preso e condenado à morte

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Faz vinte e um séculos e ainda hoje Cristo continua preso em prisões que se chamam prisões, e em prisões que têm tantos nomes, muitos nomes diferentes. Há a prisão do ter, do poder, da ganância. Senhor, ensinai-me a vos reconhecer em meus irmãos e irmãs.

Senhor, ensinai-me a vos reconhecer nos sofredores, para que no dia em que eu for conduzido ao supremo tribunal, possa ouvir de vossa boca: “Vinde, benditos de meu Pai, porque eu estava preso e vós estivestes comigo”. Amém.

 

2ª Estação: Jesus está com a cruz às costas

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

O sofrimento é um mistério que só à luz da fé pode ser esclarecido. Como Jesus, seja qual for a circunstância, nosso dever cristão é cumprir a vontade do Pai. Senhor, abri nossos olhos para que possamos enxergar os rastros do vosso caminho nos caminhos do sofrimento dos povos e nações. Há muito sofrimento no mundo.

Abri nossos ouvidos para ouvirmos vosso apelo: “Se alguém quiser vir após mim, tome sua cruz e siga-me”. Amém.

 

3ª Estação: Jesus cai pela primeira vez sob o peso da cruz

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Cristo redobrou suas forças humanas e divinas, por amor. Ele fez a sua cruz redentora do tamanho dos sofrimentos de todos os tempos. Senhor, não vale a pena carregar a minha cruz separada da vossa, pois seria apenas dor e sofrimento.

Senhor, dai-me a força necessária para carregar a cruz inteira, que é redentora, e para ser responsável também pelos irmãos e irmãs. Juntos, somos fortes. Sozinhos nada somos, nada podemos. Amém.

 

4ª Estação: Jesus encontra-se com Maria, sua Mãe

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Quando se encontram dois olha- res de amor, o da Mãe e o do Filho, são dois oceanos de vida e de misericórdia que se juntam. Nessa hora, aumentam os sofrimentos, mas também aumentam a solidariedade, a ternura e a compaixão.

Maria, Mãe de Jesus e Senhora nossa, purificai o meu e o nosso olhar para que reconheçamos vosso olhar materno e compassivo.

Maria, fazei com que em nosso caminho e em vossa lágrima vejamos a imagem do vosso Filho e de nossos irmãos e irmãs feridos em sua dignidade. Amém.

 

5ª Estação: Simão Cirineu ajuda Jesus a levar a cruz

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Simão, o Cirineu, voltava do trabalho e foi obrigado a carregar a cruz de Jesus. Certamente, acostumado com aquela cena, jamais poderia imaginar que estava partilhando do sofrimento do Redentor. Quem partilha a vida e a dor, ganha só amor.

Senhor, fazei-nos compreender que vós continuais passando entre nós, em nossos irmãos que carregam seus fardos, pesados fardos, e que nós podemos ajudá-los. Amém.

 

6ª Estação: Verônica enxuga o rosto de Jesus

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Mulher corajosa. Enfrenta a oposição da multidão e dos soldados. Mulheres corajosas de nossos dias que defendem a vida, a dignidade e a justiça. Corajosa, abriu caminho no meio da soldadesca para encontrar-se com Jesus sofredor, e enxugar-lhe a face. Face de Cristo, face dos irmãos e irmãs.

Senhor, fazei-nos corajosos para abrir caminho através de tudo o que nos separa de vós, para que também nós enxuguemos o vosso rosto no rosto de nossos irmãos e irmãs que sofrem. Amém.

 

7ª Estação: Jesus cai pela segunda vez

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Quanta humilhação para nosso Senhor! O Senhor do mundo e da história cai aos pés da humanidade. Aquele que se abaixou para lavar os pés dos discípulos, por amor, por entregar a vida, cai de novo. Essa é a realidade dos que lutam a favor da vida, da dignidade e da equidade em nossos dias.

Senhor, ensinai-nos a aceitar com humildade as quedas e ter a coragem de começar de novo a caminhada, com mais ardor, com mais amor e humildade. Amém.

 

8ª Estação: O encontro de Jesus com as mulheres de Jerusalém

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Jesus permanecia no sofrimento, mas em silêncio. Desde a saída do terrível tribunal de Pilatos, Jesus não proferira nenhuma palavra. Agora, diante das mulheres que choravam, diz: “Não choreis por mim, mas por vós mesmas e por vossos filhos”.

Senhor, ajudai-nos a reconhecer nossas fraquezas e limitações, e dai-nos coragem para vencê-las em vosso amor e em vossa misericórdia. Amém.

 

9ª Estação: Jesus cai pela terceira vez

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Levanta-se e continua sua caminhada de amor. Quem ama sempre tem coragem para se levantar, pois sabe que será o amor sempre vencedor. Os humildes, como Jesus, jamais se prostram. Mesmo ferido e com suas forças esgotadas, levantou-se e pôs-se de novo a caminho.

Senhor, nosso Deus humilde e sofredor, fazei-nos também humildes e que reconheçamos nossas quedas, mas, por vossa graça sejamos capazes de nos levantar e vencê-las no amor. Amém.

 

10ª Estação: Jesus é despojado de suas vestes

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

São Paulo nos lembra que “nós somos o Corpo de Cristo”. Por isso, Jesus sendo despojado cruelmente, também o povo de Deus é despojado e insultado por causa de seu testemunho. Do mesmo modo, permaneçamos fiéis, como Ele o foi, mesmo com tanta dor e sofrimento.

Senhor Jesus, diante do vosso Corpo desnudado no Calvário, vos pedimos: fazei-nos respeitar nosso corpo como templo vivo do Espírito Santo, e também respeitar nossos irmãos e irmãs em sua dignidade. Amém.

 

11ª Estação: Jesus é crucificado

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

 

Como se não bastasse todo aquele sofrimento de Cristo, também o crucificaram. Ele foi crucificado por nós, por mim e por você. Ele abraçou o altar do sacrifício, a cruz, para nossa redenção. Por que ainda temos tanta ingratidão para com Ele? O sacrifício de amor do Cristo é o sacrifício de amor dos cristãos que se doam a favor da vida e do Reino.

Senhor, que nossa vida sacrificada seja fonte de perdão para nós, de amor para os outros, de salvação para todos. Amém.

 

12ª Estação: Jesus morre na cruz

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

“Não existe amor maior do que o daquele que dá sua vida por seus amigos” (Jo 15,13). Esse exemplo e entrega de Cristo por amor é seguido por muitos cristãos que enfrentam até a morte em defesa dos pobres, dos injustiçados de nossa sociedade. Há injustos e soberbos nos tronos, e humildes e santos entre nós, pois seguem o ensinamento de Cristo, e não o conselho dos ímpios.

Senhor, vós que não hesitastes em dar a vida por nós, tocai profundamente em nossa existência para que sejamos também germinadores de vida e de paz entre nós e no mundo. Amém.

 

13ª Estação: Jesus é descido da cruz e seu corpo é entregue a Maria

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

Aqueles braços maternos e santos, os braços de Maria, que acolhem o tenro Menino do presépio, agora acolhem o Senhor dos senhores, morto pela maldade, inveja e injustiça dos homens. Maria nos dá o insuperável exemplo de humildade, pois, assim como o recebeu ao nascer, ela teve a coragem de recebê-lo ao morrer. Silenciosamente, Maria acolhe seu Filho amado.

Senhor, que em todos os momentos de nossa vida, mesmo na mais intensa dificuldade, que possamos seguir o exemplo de Maria, Mulher humilde e silenciosa diante da dor e do sofrimento. Amém.

 

14ª Estação: Jesus é sepultado

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

O Senhor do mundo e Salvador da humanidade não teve nem mesmo um túmulo para ser sepultado. Foi José de Arimateia, homem bondoso, que ofereceu ao Senhor seu próprio túmulo. Aqueles que querem tudo para si mesmos nunca podem doar nada a seus irmãos. Triste e amarga realidade do egoísmo, da frieza e da indiferença entre nós. O projeto do Reino será mesmo para poucos.

Senhor, nós cremos em vós, hoje e sempre. Mesmo que haja indiferença e egoísmo, nós esperamos em vós, pois vossa misericórdia nos faz superar nossas fragilidades. Amém.

 

15ª Estação: Jesus ressuscitou dentre os mortos

 

— Nós vos adoramos, ó Cristo Senhor, e vos bendizemos.

— Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.

A vida venceu a morte. Aqueles que pensavam ter destruído o Senhor da vida foram surpreendidos por sua ressurreição. Enganam-se os que se julgam vencedores do mundo. Todos os que construíram impérios por meio das injustiças e do egoísmo, ficaram esquecidos e jamais serão lembrados. O Cristo é vencedor sobre todo mal e poder, até o poder da morte, vencido pela vida. Bendito seja o Cristo, nosso Senhor e Redentor.

Senhor, nós cremos e esperamos em vós, mas aumentai nossa fé e nosso desejo de vos servir com mais amor e dedicação, com mais ternura e misericórdia. Fortalecei nossa esperança de alcançar a vida em vós e que nós, seguindo-vos com amor, guardando e vivendo vossos ensinamentos, sejamos germinadores de vida e um povo de ressuscitados. Amém.

 

Oração depois da Via-Sacra

 

Lançai, Senhor, um olhar de misericórdia sobre nossa família, nossa Comunidade e sobre todos nós aqui reunidos. Concedei-nos, por intercessão de Maria, vossa e nossa Mãe, sermos admitidos em vosso Reino aqui e agora, e um dia, no céu. Acolhei também, Senhor, todos os que deram sua vida a favor da vida de nossos irmãos e irmãs. Possam eles ser acolhidos em vosso amor misericordioso. Amém.

 

Cântico: Vitória, tu reinarás, ó cruz, tu nos salvarás.

Brilhando sobre o mundo, que vive sem tua luz.

Tu és o sol fecundo, de amor e de paz, ó Cruz.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

X