Paróquia São Francisco de Assis

Rua Borges Lagoa, 1209 - Vila Clementino - São Paulo - SP

(11) 5576-7960

paroquiavila@franciscanos.org.br

Jovens participam de caminhada franciscana

1525177_576161159137766_1197688949_n - Cópia

Entre os dias 10 e 12 de janeiro, cinco jovens de nossa paróquia participaram da I Caminhada Franciscana da Juventude, organizada pela Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil.

Partindo da Paróquia São Francisco de Assis, na manhã do dia 10 de janeiro, os jovens se deslocaram até o Convento Santa Clara, dos Frades Capuchinhos, na cidade de Taubaté-SP, mesmo lugar para onde se dirigiam cerca de 40 jovens e frades vindos dos estados de SP, RJ, PR e SC. Após o almoço no convento, todos os jovens participaram da missa de envio, presidida por Frei Gustavo Medella. Por volta de 17h, após ameaça de tempestade que, felizmente, não aconteceu, os jovens se puseram a pé a caminho de Guaratinguetá. Ao passar pelas ruas de Taubaté, carregando a bandeira da caminhada e cantando canções, eram cumprimentados pela população, já acostumada à passagem de romeiros e peregrinos pelo local, que acenavam das portas de suas casas ou mesmo davam leves buzinadas com seus veículos, em sinal de apoio.

Para surpresa de todos, a primeira parada foi no Convento Sagrado Coração de Jesus, dos padres Dehonianos, ainda na cidade de Taubaté. Ao entrarem nos jardins do convento cantando a música “No peito eu levo uma cruz”, Pe. Zezinho saiu à janela e logo desceu para cumprimentar os jovens, motivando-os para sua caminhada, falando sobre seu apreço por São Francisco e dando sua bênção aos jovens.

Depois de 20 Km percorridos, os jovens chegaram em Pindamonhangada-SP, onde foram acolhidos pelos frades da Congregação dos Irmãos dos Pobres de São Francisco, no Lar São Judas Tadeu . Todos estavam cansados, mas muito contentes, pois juntos, com muito esforço e companheirismo, haviam conseguido completar a primeira etapa da caminhada.

Na manhã do dia seguinte, ainda bem cedo, os jovens peregrinos partiram em direção à cidade de Roseira-SP. Nesse dia a caminhada já exigia maior esforço físico, sendo evidente o cansaço em razão do percurso do dia anterior, mas nada desanimava os jovens. A solidariedade de uns para com os outros era cada vez mais marcante: aqueles que levavam mochilas mais leves já ajudavam aqueles que estavam com dificuldades para carregar a própria mochila, também eram feitas trocas de mochilas entre os jovens e de palavras de apoio. Era impressionante ver como algumas pessoas que haviam acabado de se conhecer já nutriam tanto carinho umas pelas outras e o espírito de fraternidade já reinava entre todos.

Assim, com mais uma dose de esforço, alegria e fé, sob o sol, os jovens completaram a segunda etapa do percurso, chegando até a cidade de Roseira, onde foram acolhidos no salão paroquial da Igreja Matriz  Santa’Anna, por uma simpática e dedicada equipe que, durante todo o dia e até a madrugada do dia seguinte, acolheu os jovens. O período da tarde desse dia foi marcado por um momento de descontração e de apresentações culturais informais entre os jovens provenientes dos quatro estados do país, seguido da celebração da palavra e um instante de partilha, em que cada jovem pode expor suas impressões sobre a caminhada.

Na madrugada do dia 12 o grupo iniciou a terceira e última etapa da caminhada, saindo de Roseira, passando por Aparecida e chegando em Guaratinguetá, onde foram acolhidos pelos frades no Seminário Frei Galvão.

A missa presidida por Frei Estevão Ottenbreit, vigário provincial, marcou o encerramento desse momento único e marcante na vida de cada um desses jovens. Após o almoço, os jovens começaram a se despedir, não com um adeus, mas na certeza de ser um “até logo”, pois não se tratava mais de um encerramento de um simples movimento de caminhar de um ponto geográfico a outro, mas sim o ponto de partida para uma caminhada de vida, com troca de experiências e novas motivações para o trabalho que cada jovem desenvolve na frente de evangelização à qual está integrado.

Tags:
X